jueves, 19 de octubre de 2017

RBC: Solidaridad con el pueblo catalán !Viva el internacionalismo proletario!


Los últimos acontecimientos en Cataluña, a saber, la Marcha sobre Barcelona del pasado 8 de octubre y los recentísimos encarcelamientos de Jordi Sánchez y Jordi Cuixart, dirigentes populares catalanes, ponen aún más a las claras, si cabe, la aceleración de la deriva autoritaria y fascista en que se ha embarcado el régimen del 78 tras el referéndum de 1 de octubre. El envío a prisión por la Audiencia Nacional, órgano judicial heredero del Tribunal de Orden Público franquista, de Jordi Sánchez y Jordi Cuixart es el ejemplo más candente de que el Estado monárquico-fascista español ni respetará la voluntad democrática del pueblo catalán de constituirse en República, ni tolerará pacíficamente la de las clases explotadas de liquidar la abyección borbónica impuesta por la dictadura fascista en julio de 1969.
 
La suspensión de la autonomía catalana sobre la base del artículo 155 de la Constitución del 78 puede ser un hecho en breves horas. Ante esta situación previsible, la tarea de todos los comunistas del Estado y de todas las fuerzas auténticamente democráticas es responder, soslayando cualesquiera divergencias podamos mantener, con una gran ola unitaria de solidaridad con el pueblo catalán y nuestros hermanos de clase de la futura República catalana. Por ello, la Red de Blogs Comunistas (RBC) expresa públicamente su rechazo a la represión desatada por un régimen cuya legitimidad se ha extinguido ya en Cataluña y cuya existencia en el resto del Estado sólo pretende perpetuar los privilegios, corrupción y despotismo de los herederos ideológicos y de clase de los fascistas del 36.
 
Nuestro deber, como comunistas, es defender el derecho a la autodeterminación de los pueblos, como nos enseña el gran Lenin. En consecuencia, apoyamos al pueblo catalán en su justa lucha por construir la República catalana, a la vez que abogamos por el pleno protagonismo y la firme dirección de las clases trabajadoras en el seno de dicha lucha, única garantía de una nueva sociedad libre de opresión y explotación.
 
¡Ni un apoyo al régimen del 78 y a los partidos dinásticos en las filas de la clase obrera española!
 
¡Toda la solidaridad de la clase obrera española con Cataluña!
 
¡Visca Catalunya Lliure!
 
¡Viva el internacionalismo proletario!

http://reddeblogscomunistas.blogspot.com.es/2017/10/rbc-solidaridad-con-cataluna-viva-el.html


-----------

11 comentarios:

  1. Outra luta indígena que temos de denunciar! A tribo Menominee, dos EUA, prepara-se para lutar contra a construção de uma mina em terras sagradas da tribo. Isto é feito por uma multinacional do Canadá, que visa esmagar os povos indígenas!!! Serei só eu que notei um súbito ataque aos índios em toda a América? No Brasil, com relatos assustadores de massacres dos índios, para abrir caminho à invasão das multinacionais dos EUA na Amazónia; nos EUA, com Trump, na melhor tradição nazi, a apoiar o oleoduto no Dakota e agora a fazer o mesmo com os Menominee!!!
    Para estes filhos da puta, um tiro nos cornos era pouco!!!

    Retirado de: https://sputniknews.com/us/201710201058416930-menominee-tribe-besaw-us-ncai/

    ResponderEliminar
  2. O lobby israelita no seu melhor: a cidade de Dickinson no Texas, está a ameaçar os habitantes que queiram pedir apoio devido ao furacão, para que assinem uma declaração a comprometer-se a não boicotar Israel!!!

    Retirado de: https://www.globalresearch.ca/texas-city-tells-people-no-hurricane-harvey-aid-unless-they-promise-not-to-boycott-israel/5614261

    ResponderEliminar
  3. Es la hora de la clase obrera, los trabajadores tienen que levantarse en Catalunya arropados por el resto del país ondeando bién alto la bandera roja de la libertad para hacer temblar a toda la burguesía y todo el fascismo existente. Somos muchos millones de trabajadores, ellos como los dedos de la mano.

    ResponderEliminar
  4. Cataluña: La CUP llama a los ciudadanos a "la desobediencia civil masiva"

    Neste link, a CUP apela também à declaração unilateral de independência!!! Eu apelo também à LUTA TOTAL, POR TODOS OS MEIOS, PELA FORÇA SE NECESSÁRIO!!! O cobarde Puidgemont tremeu quando os fascistas o ameaçaram de execução!!! Não será este cobarde a liderar uma luta armada!! Terá de ser o povo ARMADO a lutar pelos seus direitos!!! Que os catalães tomem os principais edifícios, as ruas e sigam o exemplo de Donetsk e Lugansk!!!

    Retirado de: https://actualidad.rt.com/actualidad/253407-cataluna-cup-espana-desobediencia

    ResponderEliminar
  5. Um caso chocante que mostra a barbárie do mundo criado pelas "novas tecnologias" do capitalismo.
    Uma mulher indiana é violada em plena luz do dia, sem que ninguém faça nada para o impedir. Mais grave ainda é o facto de um idiota ter gravado tudo em video, em vez de se preocupar em ajudar a mulher. Isto mostra como estas tecnologias, vendidas pelo mercado como "ferramentas para aproximar as pessoas", na verdade estão a desumanizar o ser humano, a torná-lo um asqueroso voyeur, que se alegra em gravar cenas de violação, como se fosse um espectáculo, em vez de ajudar. E as pessoas que passam, ignorando a mulher. Isto reflecte a crise moral do capitalismo: egoísmo, individualismo, liberalismo extremo, com esta visão de libertar todos os instintos do ser humano, até os mais criminosos e pérfidos. Alguém imagina isto acontecer numa URSS?? Aí, a população operária, apanhava este violador em pleno acto e enforcava-o no imediato. E a este "operador de câmara" era fazer o mesmo. Lixo deste género não anda cá a fazer nada, a sua morte é um favor à humanidade.
    Que tipo de instintos libertaram estas "novas tecnologias sociais"? Monstros, violadores, pedófilos? O tipo que gravou isto só pode ser um pervertido violador, que se excita em ver vídeos destes, nada mais explica este comportamento. E ainda há gente, que defende a "liberdade total de tudo gravar, dizer, fazer". A cena de violação é um espectáculo a ser gravado? Lembremos este valor fundamental: a minha liberdade acaba quando começa a dos outros!

    Retirado de: https://br.sputniknews.com/asia_oceania/201710249660638-india-estupro-publico-video/

    ResponderEliminar
  6. Mais um caso a abalar as redes de imigração na Suécia!! Crianças imigrantes têm sido submetidas a coacção para terem relações sexuais com os acompanhantes das ONGs e entidades sociais que os deviam proteger!!! Isto não deve surpreender, porque as ligações criminosas das ONGs e da segurança social a estes redes de migração não são novidade! Só que o tema é tabu na Europa!!! Para se ser justo, o artigo alerta que dos refugiados menores que vinham sem adultos para a Europa, 83% provaram-se ser adultos, quando foram submetidos a provas médicas. Terão mentido sobre a idade para obterem estatuto de crianças refugiadas. Contudo, é evidente que há verdadeiros casos de exploração sexual sobre crianças e a insistência em enterrar a cabeça na areia e andar com o discurso politicamente correcto não resolverá os problemas. Recorde que sites ligados à resistência síria, que apoiam Assad, como o site www.facebook.com/solidariedadecomasiria, alertaram aquando do pico de refugiados que se deu em Setembro de 2015, que havia redes que estavam a enviar crianças para a Europa, com o único propósito de as usarem em redes pedófilas. Depreende-se que o façam com apoios na Europa, desde "ONGs" falsas, que são fachadas para estas redes, passando por contactos na Segurança social, que não reporta as entradas destas crianças e dá cobertura a isto. Registou-se ainda em 2015 que milhares de crianças que entraram na Escandinávia, desapareceram dias depois de entrarem. Isto sugere uma rede organizada. Eu pergunto se era difícil à polícia encontrar milhares de crianças de aspecto árabe na Escandinávia, um país de pessoas loiras e de olhos azuis. Não creio ser difícil. É forçoso concluir que desde a polícia, passando à segurança social, às ONGs e redes de migração, há toda um pacto de conluio para que esta barbárie suceda. E todos temos de perguntar o porquê. Temos de parar de dizer que estas crianças estão melhor na Europa que na Síria. Para virem para a Europa acabando a ser violadas, não teriam ficado melhor ao cuidado do governo sírio?
    Esta avalanche que está a entrar na Europa não corresponde pois a um fluxo normal, de uma sociedade que tem uma necessidade de um grupo específico de operários, mas sim um fluxo incontrolável de pessoas, que entram por todos os motivos: desde os que pagam fortunas após se terem endividado, acabando a suicidar-se em alguns meses; jihadistas, que estão em fuga, protegidos pela NATO, com milhares de euros, usando identidades falsas, como os nazis nas ratlines; oportunistas que se querem aproveitar do estado social, fingindo serem refugiados. O seu plano é viver do estado social da Europa, acabando por ridicularizar o conceito de estado social; crianças que estão a ser traficadas para redes de exploração sexual e laboral, provavelmente roubadas aos pais ou em que estes as deram às redes, julgando que iam ser bem tratadas e ter uma vida melhor; criminosos em fuga, que se aproveitam da crise de refugiados, para entrar na Europa.

    Continua

    ResponderEliminar
  7. Continua

    Há claro o fluxo lógico de imigrantes que têm trabalhos que correspondem a uma oferta necessária da sociedade. Assim como tem havido uma nova imigração europeia para África, por exemplo para trabalhar nas escolas, obras de engenharia, resorts turísticos, aproveitando uma juventude europeia altamente especializada, sem saída profissional na Europa, o inverso também se dá na Europa: africanos, afro-caribenhos, indianos, paquistaneses, que vêm trabalhar em restaurantes de comida étnica, trabalho que os europeus não podem fazer; africanos, paquistaneses que vêm estudar na Europa, subsidiados pelo país de origem, por vezes com intuito de regressar ao país de origem e desenvolvê-lo. Esta imigração é positiva, não é feita à conta de desmantelar o estado social e não há ninguém de bom senso que se lhe possa opor nada. Há uma imigração positiva, que é uma troca entre sociedades, de excedentes educativos, ou de pessoal especializado para certa função que não há em certa sociedade. Nada há a opor a isto.

    Continua

    ResponderEliminar
  8. Continua

    Contudo, os fluxos anteriores, os jihadistas, as redes pedófilas, e tudo o que se está a passar na Europa, tem de ser debatido sem limites de politicamente correcto e auto-ilusão. Temos de parar com o discurso de que "todo o mundo pode vir", porque isso é uma ilusão que só serve para levar migrantes a endividar-se para acabarem a suicidar-se meses depois, sem emprego. Quem lucra são as máfias, cujo dinheiro da passagem não será devolvido como é claro. Temos de parar de negar que há uma migração lesiva para todos, que é uma migração artificialmente induzida pelas máfias, ligas às ONGs financiadas pela CIA e pelos capitalistas. O objectivo é transportar uma grande mão-de-obra barata, sem consciência de classe, que substitua a população europeia, ligada ao estado social, com alta politização e sentido de direitos sociais. A ideia deles é fazer que em 30, 40 anos, em vez de termos uma Suécia com um salário mínimo de 3500 euros, direito universal de saúde, educação, tenhamos uma massa "operária" a ganhar 50, 60 euros, a traballhar 80 horas, sem direitos sociais nenhuns. Enfim, é um regressar à Europa do século XIX, a que Engels descreveu na sua obra clássica sobre a condição operária dos ingleses. Tudo o que se lutou, pelo qual morreram milhões de operários na Comuna, na URSS, vai ser varrido por esta política. Como não conseguiram alterar as ideias dos europeus sobre o estado social, então pensaram que a única forma de derrotar o estado social é em essência substituir as populações historicamente ligadas aos conceitos de marxismo, estado sociais, por populações para quem essas concepções são novas. De uma golpada, regressa-se ao mundo antes de 1848. Temos de parar de negar isto, temos de parar com o discurso de auto-engano em que temos caído, afirmando que "não importa quem entre, vamos nos unir todos e fazer o socialismo". Isso é uma ideia falsa, a começar pelo facto de que as máfias e ONGs apoiadas pela CIA não trazem pessoas para virem lutar contra o capitalismo, vamos parar de ser ridículos. Tão pouco trazem indivíduos de forte personalidade e comunistas. Perguntem a qualquer imigrante russo, que vota no PC russo, sobre as dificuldades que teve em entrar na Europa, por contraponto à facilidade com que surgiu esta onda de imigrantes desde 2015, vindos quase todos do 3º mundo, onde o comunismo quase não penetrou. Uma coincidência? Temos de parar de acusar quem diz isto de ser xenófobo, porque não está em causa a cor de pele, sim o futuro do socialismo, o legado de milhões que deram a vida por um mundo melhor e não para que agora, passados 160 anos do Manifesto ao PC de Marx, estejamos a ver a Europa a regressar à barbárie de então. Não foi assim à tanto tempo que a Europa tinha um estado social, assente nas lutas de milhões de pessoas, pelo qual deram a vida, para agora estarmos a ver todo um legado a ser destruído, por uma tática capitalista que está mais que exposta. Não está em causa uma imigração lógica, natural. Está em causa sim o conceito pelo qual uma pessoa se endivida, entra num país sem ter nada garantido e acabar ou a suicidar-se ou a fazer trabalhos miseráveis, que foram tirados a trabalhadores nativos. Um exemplo. Uma fábrica na Suécia tem 40 trabalhadores, paga a cada um 3500 euros, mais direitos sociais, férias pagas, etc. Despede-os todos e contrata 20 imigrantes a fazer 80 horas semanais, ganhando 150 euros (com sorte), que nem dá para viver. A quem é que isto beneficia? Dizer isto é egoísmo e xenofobia? Acaso os migrantes vão ser beneficiados por isto? Porque eles vêm para a Europa pensando que vão ter o nível de vida social dos europeus, mas as máfias transportam-nos exactamente para desmantelar esse estado social. Caso contrário, para pagar os altos salários, mantinham na mesma os trabalhadores que estavam. Nós temos que parar de negar isto e de chamar isto de xenofobia.

    Continua

    ResponderEliminar
  9. Continua

    Quanto à questão das fronteiras serem bem-guardadas, é outra questão que demonstra o absurdo abismo intelectual em que caíram os comunistas. A RDA e a URSS e como hoje se vê na Coreia, eram conhecidas por terem fronteiras seguríssimas, onde ninguém, mas mesmo ninguém, entrava sem se saber quem era e sem ser meticulosamente controlado e interrogado. Os mesmos comunistas que achavam isto normalíssimo numa RDA ou URSS, ficam chocados e acusam de xenofobia que os estados europeus controlem e interroguem quem entra nas fronteiras. O controlo fronteiriço é algo normal e é uma prerrogativa de qualquer estado. Ninguém pode entrar num estado como quer e lhe apetece. Se isso não sucederia numa URSS, não sei porque haveria de ser diferente na Europa, África ou qualquer lugar do mundo. Se eu quiser ir agora à Coreia do norte, acaso entro à minha vontade? De certo que me controlavam, interrogavam para saber quem era. Porque se eu sou comunista e apoiante da RPC, pode haver quem seja espião da CIA, terroristas mandados para destabilizar o regime. O direito que assiste à Coreia de se defender, não assiste menos à Europa. Ficarmos algumas horas retidos a dar explicações não nos mata. Se não nos mata na RDA, não nos há-de matar na Europa. Não impede um refugiado de direito de entrar. Deve sim é impedir que redes pedófilas, criminosas entrem. Se tivesse existido o mínimo controlo de fronteiras neste caso na Suécia, decerto que se teria achado estranho um tão grande número de crianças entrar sozinhas. Alguém imagina uma criança de 4 anos a viajar sozinha da Síria até à Europa? Isto parece lógico? É óbvio que não. Foram trazidas por "adultos", que eram traficantes, que as traficavam para redes pedófilas, é claro como água. Isto na fronteira da RDA era impensável ter acontecido, dado o minucioso controlo e interrogação que existia em cada entrada.
    A bem de todos, é bom que recuperemos o bom senso e a razão pura:

    Retirado de: https://sputniknews.com/viral/201710241058489456-sweden-sex-scandal/

    ResponderEliminar
  10. ¿Que lucha obrera hay en este independentismo liderado por CIU?

    ¿Y en que quedamos, internacionalismo o autodeterminación y creación de otra república bananera?

    ResponderEliminar
  11. SAIR DA UNIÃO EUROPEIA É POUCO!
    .
    .
    A União Europeia é um covil de lacaios ao serviço da alta finança.
    .
    Lacaios/mercenários ao serviço da alta finança (capital global) trabalham para a eliminação de fronteiras: a alta finança ambiciona terraplanar as Identidades, dividir/dissolver as Nações para reinar...
    Os mercenários europeus - tal como a alta finança - são intolerantes para com os povos autóctones (economicamente pouco rentáveis) que procuram sobreviver pacatamente, E AO SEU RITMO, no planeta.
    DEFINIÇÃO: nazi - hitleriano ou de outro tipo - é todo aquele que não suporta a existência de outros...
    [explicando melhor: nazi não é ser alto e louro, blá, blá... mas sim, a busca de pretextos com o objectivo de negar o Direito à Sobrevivência de outros]
    .
    SAIR DA UNIÃO EUROPEIA É POUCO: há que procurar reduzir ao mínimo o contacto económico com os países da União Europeia... e há que procurar estabelecer parcerias económicas com outros povos... que também procurem tornar o planeta num lugar mais decente.
    .
    .
    .
    Uma nota: tal como seria de esperar,os lacaios/mercenários não têm falado neste caso: em pleno século XXI tribos da Amazónia têm estado a ser massacradas por madeireiros, garimpeiros, fazendeiros com o intuito de lhes roubarem as terras... muitas das quais para serem vendidas posteriormente a multinacionais (uma obs: é imenso o património no Brasil que tem estado a ser vendido à alta finança).
    Mais:
    Na sua cegueira anti-Trump (tocou no tema-tabu -» fronteiras), os lacaios/mercenários chegaram ao ponto de andar a evocar a imigração para a América... quer dizer, ao mesmo tempo que eles andam por aí a acusar povos de deixarem 'pegada ecológica' no planeta, em simultâneo, os mercenários revelam um COMPLETO DESPREZO pelo holocausto massivo cometido sobre povos nativos na América do Norte, na América do Sul, na Austrália, que (apesar de serem economicamente pouco rentáveis) tiveram o «desplante»... de quererem ter o seu espaço no planeta, de quererem sobreviver pacatamente no planeta, de quererem prosperar ao seu ritmo.
    .
    .
    .
    .
    Anexo:
    ---»»» Todos Diferentes, Todos Iguais... ou seja, todas as Identidades Autóctones devem possuir o Direito de ter o SEU espaço no planeta -» inclusive as de rendimento demográfico mais baixo, inclusive as economicamente menos rentáveis.
    -» Os 'globalization-lovers', UE-lovers e afins, que fiquem na sua... desde que respeitem os Direitos dos outros... e vice-versa.
    -»»» blog http://separatismo--50--50.blogspot.com/.
    .
    Nota 1: Os Separatistas-50-50 não são fundamentalistas: leia-se, para os separatistas-50-50 devem ser considerados nativos todas as pessoas que valorizam mais a sua condição 'nativo', do que a sua condição 'globalization-lover'.
    .
    Nota 2: Mais, é preciso dizer NÃO à democracia-nazi; isto é, ou seja, é preciso dizer não àqueles que pretendem democraticamente determinar o Direito (ou não) à Sobrevivência de outros.

    ResponderEliminar